was successfully added to your cart.

Startups

SW Women – Lições da primeira edição no Brasil

Por 20 de março de 2014 Sem comentários

sw

No fim de semana de 14 a 16 de março de 2014, ajudei a organizar o primeiro Startup Weekend Women no Brasil, que aconteceu na cidade de João Pessoa-PB, e aproveito para deixar essas dicas em forma de texto para futuros organizadores.

Mas antes de relatar a experiência em si, adianto que já me deparei com muitos desafios, basta dizer que morei 2 anos em Pequim, na China, sem falar chinês.

Mesmo assim, considero o ato de organizar um Startup Weekend (independente do formato) no Nordeste do Brasil como um desafio de nível bem alto; ainda mais hardcore se for com foco em mulheres empreendedoras na área de startup, campo dominado quase que integralmente por homens, como eu.
Já havia organizado duas edições do evento, uma também em João Pessoa-PB e outra em Natal-RN e também fui mentor em algumas outras pelo Nordeste, mas confesso que não dimensionei o grau de dificuldade e de complicações que uma versão “women” poderia significar.

Tive a sorte, porém, de fazer parte de uma equipe de organização muito coesa e unida que obstinadamente manteve-se focada na realização do evento, o que não só me surpreendeu como me rendeu boas lições.

Também preciso ressaltar que o time de mentores e jurados que participaram do evento teve um papel extremamente importante em tornar essa experiência marcante e rica em aprendizados para todos.

Uma das lições que me impressionou muito foi a respeito da qualidade dos projetos apresentados. Apesar de todos os atropelos e diversos imprevistos (a sala onde o evento estava rolando, por exemplo, não tinha ar-condicionado e o calor era praticamente insuportável) tivemos cerca de 50 “super-mulheres”, e alguns homens também, que largaram família, abdicaram o fim de semana para empreender e criaram empresas de verdade, diferente da maioria dos projetos quase inviáveis que são tão comuns em algumas edições do evento.
A qualidade dos projetos do Startup Weekend Women foi diretamente proporcional aos desafios que tivemos e tornou marcantes os resultados do fim de semana.

Ainda sobre as lições, aprendi que não se deve focar em problemas durante um evento, a grande maioria das coisas pelas quais estávamos desesperados praticamente não foram percebidas por ninguém. Por isso, concentrei-me no que tem de bom e deixei a coisa acontecer, sem ficar me preocupando com cada detalhe. Além disso, percebi também o quanto a calma e o bom senso são importantes no momento difícil e ter o cuidado de falar com tranquilidade com a equipe da organização.

Aproveito para compartilhar algumas dicas que considero importantes para futuros organizadores de um Startup Weekend Women:

  • No fechamento de patrocínios, tenha o cuidado de formalizar mesmo a parceria com patrocinadores, de preferência com algo assinado ou via e-mail.
  • Tente fechar parcerias com entidades fomentadoras do empreendedorismo feminino na sua cidade, existem muitas e elas foram bem importantes para a gente.
  • Faça vídeos com relatos das mentoras convidando outras mulheres a participar.
  • Foque em empreendedoras mais que em estudantes ou desenvolvedoras que são poucas.
  • Visitem as universidades e faculdades e conversem direto com as alunas.
  • Caprichem na alimentação, porque se qualquer coisa der errado, as pessoas tendem valorizar a experiência gastronômica e a falar bem disso.

Enfim, foi um fim de semana inesquecível e que rendeu uma experiência única e muito diferente de um Startup Weekend tradicional. Espero que esse relato ajude a motivar outros organizadores a também levar o Startup Weekend Women para suas cidades.

Caso alguém precise de qualquer dica ou tiver dúvidas, pode me perguntar abaixo!

Escreva um comentário